Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 9 de março de 2017

COMUNICADO DO BLOG

O Borjão comunica que por motivos técnicos o Blog do Borjão só receberá novas atualizações a partir de Abril de 2017.

segunda-feira, 6 de março de 2017

CITAÇÃO DO DIA

“Lembre-se: todo Carnaval tem seu fim. Então, ame, tenha fantasias, dance e cante. Agora preste atenção: a batucada parou, tire a fantasia.” (ALEXSANDRA ZULPO)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

BRASIL TEM MELHOR SUPERÁVIT COMERCIAL PARA FEVEREIRO, A US$ 4,56 BI, DIZ MINISTÉRIO
O Brasil registrou superávit comercial de 4,56 bilhões de dólares em fevereiro, melhor resultado histórico para o mês, em mais um desempenho decorrente do aumento das exportações superior ao observado nas importações. O resultado foi melhor que a estimativa de um saldo positivo em 3,27 bilhões de dólares, segundo pesquisa Reuters. Em fevereiro, as exportações tiveram alta de 22,4 por cento ante igual mês de 2016, pela média diária, a 15,472 bilhões de dólares, divulgou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Já as importações cresceram 11,8 por cento ante fevereiro do ano passado, também pela média diária, a 10,912 bilhões de dólares. No acumulado do ano, o saldo comercial do Brasil chegou de 7,285 bilhões de dólares, acima dos 3,958 bilhões de dólares observados no primeiro bimestre de 2016. As exportações em janeiro e fevereiro somaram 30,383 bilhões de dólares, crescimento de 20,5 por cento, pela média diária, ante o mesmo período do ano passado, enquanto as importações subiram 9,2 por cento no bimestre, para 23,099 bilhões de dólares. O movimento dos primeiros meses de 2017 destoa daquele verificado nos dois últimos anos, quando o superávit na balança comercial se deu pela queda maior nas importações que nas exportações, em meio à recessão econômica. Desta vez, o valor mais alto das commodities, que exercem importante peso na pauta de trocas comerciais, vem ajudando o país. Para 2017, o MDIC projeta um superávit semelhante ao de 2016, da ordem de 47,7 bilhões de dólares, mas com aumento de exportações e importações na esteira da recuperação da economia. 
CATEGORIAS
Em fevereiro, as exportações foram puxadas pelo desempenho dos produtos básicos, cuja alta foi de 48,3 por cento ante o mesmo mês do ano passado. As exportações de manufaturados e semimanufaturados tiveram aumento mais modesto, de 5,7 por cento e 2 por cento, respectivamente, na mesma base de comparação. No lado das importações, em fevereiro, houve forte crescimento na compra de combustíveis e lubrificantes, com alta de 34,9 por cento na comparação com fevereiro do ano anterior, e e 16,3 por cento em bens intermediários. Já as compras de bens de capital --um termômetro para o investimento-- e de bens de consumo recuaram 9,8 por cento e 4,4 por cento, respectivamente.

INTOCADA? AMAZÔNIA TEM ESPÉCIES PLANTADAS POR POVOS ANTIGOS, INDICA ESTUDO
Espécies de árvores domesticadas e distribuídas na Bacia Amazônica pelos povos indígenas antes de 1492 continuam a desempenhar um papel importante nas florestas modernas, é o que revela um novo estudo que refuta a ideia de que a Floresta Amazônica foram praticamente intocadas pelos seres humanos. Domesticar uma planta significa que ela foi tirada do seu ambiente natural e plantada de uma forma que possa ser útil aos humanos, como perto de casas, por exemplo. Quando uma planta é domesticada prevalecem características genéticas como frutos maiores, menos caroços ou árvores mais baixas para facilitar a colheita. Os cientistas identificaram 85 espécies que foram brevemente, parcialmente ou totalmente domesticadas por povos pré-colombianos (civilizações que se desenvolveram na América antes da chegada do colonizador europeu). De acordo com a pesquisa, essas espécies domesticadas eram cinco vezes mais propensas a serem dominantes do que as plantas não domesticadas. Na Amazônia, a domesticação vegetal começou há mais de 8.000 anos. Durante o estudo, publicado pela revista Science, os cientistas analisaram um conjunto de dados existentes que captura 1.170 parcelas florestais e mais de 4.000 espécies de plantas da região. A pesquisa realizada por uma equipe internacional de ecologistas e cientistas, foi conduzida pela brasileira Carolina Levis, doutoranda do INPA (Instituto Nacional de Pesquisas Amazônicas) e da Universidade de Wageningen. Os resultados sugerem que a influência humana desempenhou um papel importante e duradouro na distribuição de espécies de plantas e, teoricamente, poderia ser usada para descobrir áreas não identificadas da civilização anterior.
CASTANHEIRAS
O estudo também identificou regiões da Amazônia que atualmente concentram grande diversidade e populações de espécies domesticadas. A Amazônia Sudoeste, onde grandes povoamentos de castanheiras permanecem como uma base de subsistência dos moradores locais, é um exemplo. A pesquisa retoma um debate da comunidade científica: os seres humanos enriqueceram as florestas na Amazônia com espécies domesticadas ou escolheram viver perto de matas naturalmente ricas nessas espécies? Por outro lado, em outras regiões como o Escudo Guiana, as espécies domesticadas estão menos bem representadas e a relação entre elas e os sítios arqueológicos é menos clara, destacando a necessidade de mais estudos sobre a história da ocupação amazônica. Para os pesquisadores, também é preciso avaliar o nível até o qual a história recente do assentamento amazônico afetou a distribuição e abundância de espécies domesticadas na Bacia Amazônica. Embora o número relativamente pequeno de espécies domesticadas utilizadas no estudo tenha sido suficiente para revelar um forte sinal humano em florestas modernas, os autores apontam que esses indícios podem ser ainda mais fortes, uma vez que centenas de outras espécies de árvores amazônicas também foram gerenciadas por povos pré-colombianos, mas não foram domesticados. Em 2015, um estudo publicado pela revista Proceedings of the Royal Society B apontava que a Amazônia foi profundamente influenciada pelos humanos que habitaram a região há cerca de dois mil anos. No artigo "A domesticação da Amazônia antes da conquista europeia", os pesquisadores afirmam que a variedade de tipos de plantas úteis aos seres humanos e de um tipo de solo conhecido como terras pretas de índio nos sítios arqueológicos podem ser considerados indícios de que as sociedades da Amazônia antiga intervieram no ambiente.

QUE TAL UM E-MAIL ESPERTO? GOOGLE INBOX DEVE GANHAR INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL
O Google deve liberar muito em breve duas novas funções para o aplicativo de e-mail Inbox. Segundo o site Android Police, especializado no sistema operacional do Google, uma versão em desenvolvimento do app traz um sistema de prévias (aquele breve resuminho do que está escrito na mensagem) com base em inteligência artificial e um novo recurso de filtragem de mensagem. No primeiro caso, o sistema vai aprender a selecionar que parte do texto do e-mail é mais interessante para te mostrar no resumo. Normalmente, o que aparece são as primeiras frases escritas. A ferramenta, com o tempo, também vai ser capaz de identificar a parte "mais importante" da mensagem e priorizar quais e-mails você vai preferir abrir primeiro. Já a filtragem funcionará com um novo botão na barra de tarefas do Inbox, usado para classificar mensagens. Ainda não se sabe quais seriam as opções de classificação, mas é provável que data e nome do remetente sejam algumas delas. Os usuários do Inbox em inglês devem ter acesso primeiro às novidades, mas de qualquer forma elas ainda não foram oficializadas pelo Google, então não se sabe ao certo quando serão lançadas. 

COLÍRIO DO BLOG

ESPECIAL DE CARNAVAL NO COLÍRIO DO BLOG
Depois do descanso do Carnaval, o Blog disponibiliza 07 gotas de saudáveis Colírios: Musas e rainhas de bateria, que encantaram as passarelas do Samba no Carnaval 2017.








EFEITOS COLATERAIS DO COLÍRIO DO BLOG
Aumento da frequência cardíaca e falta de ar e insônia.

PRECAUÇÕES
O uso prolongado pode causar dependência. Se persistirem os sintomas, consulte um médico.


CAUSOS DO BLOG

OBRIGADO É PAGA
por Geraldo Duarte*

Das histórias contadas pelo administrador e professor Marcos Eliano Tavares Ribeiro, uma dedica-se a Geraldo de Dera, seu conterrâneo e antigo possuidor de oficina de consertos de autos.
Até hoje, o lembrado mecânico mauritiense continua personagem marcante nos causos da cidade. Por façanhas inesquecíveis e marcadas pelas tiradas críticas. Às vezes, satíricas, porém, sempre relegadas ou, consideradas de somenos, dada sua competência técnica.
Também os habituais resmungos não eram levados em conta.
Conhecedor das presepadas e rabugices comuns a Dera, um cliente resolveu fingir a existência de defeito no recém-adquirido automóvel e, sem trocadilho, pregar-lhe uma peça.
Estacionou o carro na porta da mecânica e desligou o cabo de uma das velas do motor. Entrou, anunciou ter havido uma pane no veículo e solicitou exame e reparo.
Manhã tranquila, mesmo tendo identificado aquele simples desligamento, o profissional empurrou a viatura para o interior do galpão e solicitou ao proprietário retornar no fim da tarde.
Aproveitou a ocasião para conhecer as inovações do novo modelo, desmontou alguns componentes e remontou-os. Ao anoitecer, com a chegada dono, foi-lhe dito que o serviço estava concluído e ouviu um “Muito obrigado! vi que você colocou o cabo de vela solto no lugar”.
Dera, surpreso, disse “De nada!” e convidou o freguês a acompanhá-lo até a bodega vizinha.
Ali, pediu arroz, feijão, açúcar, café e outros produtos e, ao sair, falou para o merceeiro: “Muito obrigado!”. Ao “Como assim?” do bodegueiro, a resposta: “É o mesmo pagamento que recebi deste cidadão por um dia de trabalho!”.

(*) Geraldo Duarte é advogado, administrador e dicionarista.

SUA CIDADE NO PASSADO

NATAL-RN NO ANO DE 1937  
Praça Pedro Velho em Natal-RN-Brasil no ano de 1937.

CIRCULA NA INTERNET

VAI MEXER

IMAGEM DO DIA

Uma beleza de imagem da nossa aconchegante Fortaleza-CE-Brasil.

PIADA DO BLOG

JOÃOZINHO, O FUJÃO!
Joãozinho era um capetinha. Não dava sequer um segundo de sossego. Os pais precisaram sair e deixaram o garoto trancado dentro de casa. Joãozinho, muito esperto, subiu num armário, tirou três telhas do teto e escapou pelo buraco. Quando os pais voltaram, viram ali o buraco e trataram logo de arrumar. O marido, que era muito magrinho, subiu nas costas da mulher, que era uma gorda enorme, e começou a tampar o buraco, colocando novamente as telhas no lugar. Tocam a campainha e o Joãozinho foi atender.
- Seu pai está?
- Ele tá, sim senhor, mas não pode atender agora.
- Por que não?
- Porque ele tá em cima da minha mãe, tampando o buraco por onde eu saí!

TEXTO DO BLOG

A DOR DA TRAIÇÃO
por Alberto Lima*

"Um parceiro amoroso sabe quando o outro não está presente e isso independe de tê-lo fisicamente ao seu lado. O que ele percebe é uma paradoxal forma de ausência: o corpo comparece; a alma, não. A partir dessa constatação é comum que se repita uma sequência de fatos que desemboca em muito sofrimento e em uma terrível quebra da confiança em si mesmo. É praticamente impossível precaver-se de uma situação como essa, mas aqueles que se conhecem bem podem minimizar os seus efeitos.
Em geral, num primeiro momento, aquele que se sente abandonado teme explicitar a situação porque acha que isso pode levar embora de vez o ser amado. Com o passar do tempo, a certeza de que a qualidade do contato se esvai faz com que ele resolva se abrir. Seu pedido oculto é: "Diga-me que você não foi embora! Prove que meus olhos falham e que meu coração se engana." O abandonado é o primeiro a revelar a situação porque sabe que o poder está nas mãos do abandonador, do qual se sente refém. A esperança de ser capaz de sair do tenebroso cativeiro é que o leva a jogar luz sobre o que se passa. Ao medo de perder seu amor se sobrepõe o medo de sucumbir à exclusão, essa espécie de "morte".
O abandonador, por sua vez, sabe que tem as rédeas. Acusado de abandono, nega. Como pode ser ausente alguém que, afinal, "está lá"? Ele também se sente dividido, mas procura preservar a história "oficial". O abandonado silencia por um período. Mas o tempo o castiga com a renovação de seus temores e ele insiste em chamar o parceiro ao contato.
A negação persiste, não raro acompanha de requintes como a inversão da situação e tentativas de minar a autoconfiança do parceiro. Este, então, vai buscar outras maneiras de aferir suas intuições: invade a caixa postal do celular e os e-mails do parceiro, faz vistoria na carteira e no extrato do cartão de crédito. Por fim, como se pode prever, identifica onde e com quem se encontra a alma dele. Sente-se mal por ter atravessado barreira éticas, mas justifica seus atos como tentativas de salvaguardar o senso de saúde e integridade. Pensa assim: "Se ele não é ético comigo, então que se detone a ética entre nós e se instale a perversão: ao poder do sonegador, responderá o 'legítimo' poder do aviltado."
O próximo passo consiste em o abandonado submeter o abandonador às evidências da traição. É possível que tente humilhá-lo para causar nele a mesma dor de que foi vítima. Porém, à pessoas assim, esquivas a humilhação não faz nem cócegas. O feitiço, então, acaba por voltar-se contra o feiticeiro: o abandonado se sente responsável pela traição e se tortura por isso. O abandonador sai ileso e ele, aos frangalhos.
O caráter "nelson-rodrigueano" desse drama revela o quanto as pessoas envolvidas são marionetes nas mãos de seus próprios inconscientes. O autoconhecimento é o único antídoto capaz de proteger os envolvidos numa história assim. Permitirá àquele que trai que assuma seus atos e tenha coragem de encarar - e propor - o fim do relacionamento, e a vítima da traição que não se sinta culpada pelo próprio sofrimento e que preserve a confiança em si mesma. O conhecimento do outro, principalmente em seus aspectos ocultos e sombrios, também é importante. Ainda que doa, a decepção traz como benefício o descortinar dessas facetas."

(*) Alberto Lima, psicoterapeuta de orientação junguiana, é professor-doutor em Psicologia Clínica e autor de O Pai e a Psique (Editora Paulus) e de Alma: Gênero e Grau (Editora Devir).

sábado, 25 de fevereiro de 2017

COMUNICADO DO BLOG

O Borjão vai passar esses dias de carnaval descansando. Bom carnaval pra quem gosta e bom descanso pra quem não gosta. Inté 06 de março de 2017, quando o Blog receberá novas atualizações.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

CITAÇÃO DO DIA

“O homem nos últimos 4.000 anos vem se preocupando em estudar e conhecer tudo o que está ao seu redor. Conseguiu decifrar as estrelas, o sistema solar e as fórmulas matemáticas.  Desenvolveu máquinas, raio laser, viagens espaciais e mais uma incontável série de descobertas fascinantes. Mas um estudo merecia um pouco mais de atenção, diante de tanta complexidade: o estudo do ser humano.  O primeiro passo a ser dado começaria pelo autoconhecimento, a auto-indagação, a intuição e o pensamento lógico.  São boas maneiras e atitudes para se ampliar os laços com a virtude, como instrumento de auto desenvolvimento sustentável e contínuo, corrigindo falhas num percurso extenso chamado vida.  E tudo isso é, em princípio, olhar para o próprio umbigo e entender realmente quais as verdadeiras necessidades do ser humano diante de seus processos evolutivos.  Estuda a ti mesmo e conhece melhor o próximo. Pense nisso e construa um mundo melhor.   (RIVALCIR LIBERATO)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

GOVERNO ADMITE AMENIZAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA ENVIADA AO CONGRESSO
O governo sinalizou aos seus aliados no Legislativo que admite amenizar a proposta de reforma da Previdência enviada ao Congresso em dezembro e em discussão na comissão especial da Câmara para tratar do tema. O presidente Michel Temer e seu ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, admitiram reduzir o tempo de contribuição para a aposentadoria dos 49 anos proposto na emenda constitucional por um período menor. A sinalização foi dada durante encontro com um grupo de deputados governistas nesta semana no Palácio do Planalto. Nem mesmo os deputados mais radicais a favor da reforma previdenciária aceitam a exigência de contribuição previdenciária por quase meio século. Para cumprir as exigências da proposta do governo, quem começar a trabalhar aos 20 anos terá que ultrapassar a idade mínima de 65 anos, também prevista na emenda, para poder requerer o benefício. “Esse tempo de contribuição é um exagero. Poucas pessoas conseguirão cumprir”, disse o deputado Reinhold Stephanes (PSD-PR). Ex-ministro da Previdência nos governos Fernando Collor e Fernando Henrique, Staphanes é considerado um dos maiores especialistas no tema no Congresso e já avisou ao presidente Temer e a Henrique Meirelles que, como chegou ao Congresso, a proposta do governo não será aprovada, nem mesmo na comissão especial que discute o assunto. Ele propõe 45 anos de contribuição. “O tempo de contribuição de 49 anos como exigência básica para as aposentadorias só faz sentido do ponto de vista das finanças públicas”, alerta Stephanes. O presidente Temer está preocupado com a resistência da sua base de apoio parlamentar ao texto proposto pela equipe econômica. O deputado Paulo Pereira da Silva (SDD-SP) foi incentivado pelo presidente a propor uma emenda prevendo idade mínima diferente para homens e mulheres. Temer sugeriu que o parlamentar, fundador da central Força Sindical, proponha 60 anos para mulheres e 62 anos para homens como idade mínima para requerer a aposentadoria.
MAIS PRAZO
O movimento para distencionar a discussão sobre o assunto também envolve o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Durante uma reunião na manhã desta terça-feira, Maia foi categórico: “Nem o governo quer aprovar a reforma da Previdência de supetão”, disse aos colegas. Maia admite conceder um prazo mais elástico, de até 15 dias após o carnaval, para que a emenda chegue ao plenário da Casa. O relator do tema na Câmara, Arthur Maia (PPS-BA), não admite aprovar um texto diferente do que o governo enviou ao Congresso. Ele defende o tempo de contribuição de 49 anos e idade mínima de 65 anos tanto para homens quanto para mulheres. O relator vai manter a desvinculação do aumento do salário mínimo do reajuste das aposentadorias e pensões proposto pelo governo. Um grupo de deputados da base de apoio do governo quer introduzir na reforma da Previdência a exigência de idade mínima e de tempo de contribuição para militares das Forças Armadas, que ficaram de forma do texto inicial, uma garantia de valor mínimo para as pensões e alteração da fórmula de cálculo para pagamento do recolhimento previdenciário do agricultor familiar.

FINALMENTE ACHAREMOS ETS? EQUIPE BUSCA VIDA FORA DO SISTEMA SOLAR
Estamos sozinhos no Universo? Eis a questão que intriga tantos terráqueos. Uma pesquisa do professor de física Stephen Kane, da Universidade de São Francisco (EUA), pode colocar ainda mais mistério em torno desta questão. O cientista encontrou um sistema planetário a 14 anos-luz de distância da Terra que está em uma zona habitável. Isso quer dizer que o sistema fica em uma região onde a água poderia existir em estado líquido na superfície de exoplanetas –como são chamados planetas fora do nosso Sistema Solar. O estudo foi divulgado no jornal Astrophysival. Para deixar a descoberta mais intrigante, Kane afirma que um dos três exoplanetas que existem no sistema Wolf 1061 está inteiramente dentro desta zona habitável, o que gera expectativas de ter água e vida por lá. Mas ainda são necessários estudos mais precisos para qualquer afirmação. Kane está trabalhando com a ajuda de colaboradores da Universidade do Tennessee, nos EUA, e da Universidade de Genebra, na Suíça, para esclarecer mais detalhes sobre o exoplaneta Wolf 1061c e ver se ele tem características parecidas com as da Terra, que dão suporte à vida.
O QUE O EXOPLANETA PRECISA TER?
Dois pontos precisam ser estudados no decorrer da nova pesquisa para os cientistas desvendarem se existem extraterrestres no Wolf 1061c. O primeiro é descobrir a distância entre o exoplaneta e sua estrela mãe. Um planeta que está muito longe pode ser frio demais e congelar a água, o que acontece em Marte. Por outro lado, quando o planeta está muito perto, o calor faz a água evaporar, como o que pode ter acontecido com Vênus, segundo cientistas que acreditam que Vênus teve oceanos. Outra preocupação é que, diferentemente da Terra, que experimenta mudanças climáticas como a Era do Gelo devido a variações lentas em sua órbita em torno do Sol, a órbita de Wolf 1061c muda a um ritmo mais rápido, o que resultaria em um clima caótico com variações intensas de frio e calor. Segundo Kane, nos próximos anos novos telescópios serão lançados, como o telescópio espacial James Webb, sucessor do Hubble, que será capaz de detectar componentes atmosféricos dos exoplanetas e mostrar o que está acontecendo na superfície. Assim, as dúvidas sobre novos habitantes em um sistema planetário distante serão esclarecidas.
QUER SER UM CAÇADOR DE EXOPLANETAS?
Se o seu sonho for buscar por novidades no Universo, você pode ter ganhado uma ajuda. Uma equipe internacional de astrônomos divulgou a maior compilação de observações de exoplanetas já feita, para tornar as pesquisas mais acessíveis. A ideia da equipe é dividir a compilação que inclui quase 61 mil medições feitas em mais de 1.600 estrelas para que mais cientistas ou curiosos ajudem a encontrar os novos planetas. Eles já detectaram mais de 100 exoplanetas potenciais e esperam a ajuda do mundo para fazer esse número crescer. A fórmula mágica usada por eles para localizar os novos planetas se baseia no fato de que se um planeta é influenciado pela gravidade da estrela que orbita, a gravidade do planeta também afeta a estrela. Eles calculam quantas forças estão interagindo com a estrela mãe e estimam quantos exoplanetas estariam naquela órbita. O material pode ser acessado online e tem um software com o tutorial de como interpretar os dados. Quer tentar a sorte? Vai que você acaba achando um planeta novo para chamar de seu. 

CÂMARA APROVA TORNAR CRIME DIVULGAÇÃO DE FOTO OU VÍDEO DE NUDEZ SEM AUTORIZAÇÃO
Câmara dos Deputados aprovou nesta semana um projeto que torna crime o ato de divulgar fotos ou vídeos, sem autorização, com cenas de nudez ou de ato sexual de caráter privado de outra pessoa, atitude é conhecida como "vingança virtual". O texto segue para análise do Senado. Atualmente, quando isso acontece, o ato pode ser configurado como crime de injúria ou difamação. Sa mudança na legislação for aprovada pelo Senado e sancionada pelo presidente Michel Temer, passará a ser um crime específico. A proposta aprovada pelos deputados altera a Lei Maria da Penha e reconhece que a violação da intimidade da mulher consiste em uma das formas de violência doméstica e familiar. O projeto inclui a divulgação, por meio da internet ou outro meio, de dados pessoais, vídeos, áudios, montagens e fotos "obtidos no âmbito das relações domésticas, de coabitação ou hospitalidade".
CÓDIGO PENAL
O texto aprovado pela Câmara também modifica o Código Penal para prever pena de prisão de três meses a um ano, além de multa, para a exposição pública da intimidade sexual. A pena ainda pode aumentada, entre um terço e metade, se o crime for cometido por motivo torpe ou contra pessoa com deficiência. A Lei Maria da Penha se refere somente às mulheres, mas, como a proposta prevê mudanças no Código Penal, o projeto, se aprovado também valerá para homens. 

ARTE NO BLOG

A ARTE DE TÂNIA PAUPITZ – PARTE 01
Óleo sobre tela 50x60 com moldura em patina clara - paisagem francesa com guardas sóis, fundo Igreja de Montmartre.


Tânia Paupitz é natural de Florianópolis. A artista, autodidata, reside no Bairro Santa Mônica em Florianópolis, SC,  onde está localizado o seu ateliê "Armazém de Arte Tânia Paupitz". Tânia divide seu tempo entre  exposições que faz mensalmente nos diversos órgãos públicos, Galerias de Arte  e, também, ministrando aulas de pintura para adultos e crianças a partir dos 08  anos de idade. Desde a infância,   possuía o gosto pela pintura  observando as pinturas em porcelana de sua mãe, bem como,  as obras  de seu irmão Sérgio Paupitz,   um grande  fã da arte Impressionista. Aos dezoito anos,  através de uma professora chamada Gisele, iniciou sua carreira artística  pintando sua primeira obra - o antigo Jornal O Estado, no Centro de Florianópolis-SC. Marca registrada de suas telas é a ênfase dada às cores vibrantes, influência dos estudos de artistas renomados : Pissarro, Monet e Dali, usados como inspiração para as diversas obras que possui como acervo, no  seu Atelier.

Fonte: http://www.taniapaupitz.com.br/content/6-artista

RECEITA DO BLOG

SARAPATEL

INGREDIENTES PARA 12 PORÇÕES
·         3 kg de miúdos de porco muito frescos
·         150 g de toucinho defumado
·         1 colher (sopa) de pimenta-cominho (mistura de pimenta-do-reino com cominho)
·         10 folhas de louro
·         6 pimentas-de-cheiro
·         6 limões
·         5 dentes de alho
·         4 tomates
·         3 cebolas grandes
·         3 pimentões
·         1 molho grande de hortelã
·         1/2 molho de cebolinha-verde
·         1/2 molho de coentro
·         Sal a gosto

MODO DE PREPARO
1. Lave os miúdos com bastante limão.
2. No liquidificador, bata 2 cebolas, os dentes de alho, os tomates, a cebolinha, o coentro e a hortelã.
3. Misture os miúdos com os temperos batidos e junte o louro, a pimenta-cominho e as pimentas-de-cheiro inteiras.
4. Pique bem a cebola restante, em pedaços pequenos.
5. Em um caldeirão, coloque o toucinho defumado e leve ao fogo até derreter; adicione a cebola picadinha e doure; adicione o pimentão e doure mais um pouco; adicione os miúdos temperados e mexa bem.
6. Cubra o sarapatel com água e cozinhe por algumas horas.
7. Acerte o sal e, se quiser, sirva com farinha e arroz.
Obs.: o sarapatel deve ser feito de véspera. 

Fonte: Receitas executadas pela chef Tereza Paim, dos restaurantes Casa de Tereza, Rua  Odilon Santos, 45, Rio Vermelho, tel. (71) 3329-3016; e do Convento, Rua do Carmo, no1, Santo Antônio Além do Carmo, tel. (71) 3327-8400. Ambos em Salvador

CIRCULA NA INTERNET

HOJE É SEXTA-FEIRA DE CARNAVAL!!!

IMAGEM DO DIA

Uma beleza de imagem de uma noite de luar na nossa amada Mossoró - RN - Brasil.

PIADA DO BLOG

CAMISOLA DO AMOR DA MULHER DO ALFREDÃO
Um belo dia Rosicléa, mulher do grande filósofo Alfredão, abriu a porta do quarto da neta
e à viu deitada nua em cima da cama, ficou surpresa e perguntou:
-Minha netinha porque você está nua?
A bela menina respondeu:
-Vovó eu não estou nua e sim com a camisola do amor.
Mais tarde a Rosicléa foi se deitar totalmente nua e quando seu marido Alfredão entrou no quarto perguntou:
-Que isso minha velha?
Aí ela respondeu:
-É a camisola do amor meu velhinho querido!
E o Alfredão com aquela cara de safado retrucou:
- Então minha velha você precisa dar uma engomadinha nessa camisola, pois a mesma está muito amarrotada.

TEXTO DO BLOG

O NOVO E O VELHO NO BALCÃO DA POLÍTICA
por Gaudêncio Torquato*

O novo e o velho voltam a marcar um encontro na esquina da política, a 20 meses do pleito eleitoral de 2018. Os dois adjetivos são recorrentemente lembrados toda vez que aparece pesquisa de opinião sobre eventuais contendores da luta que se travará pela disputa do futuro comando do país. (A propósito, esta última pesquisa CNT/MDA passou a ser o centro das especulações).
Para começo de conversa, posicionar candidatos no ranking de favoritos a tanta lonjura das próximas eleições presidenciais, não passa de exercício de prestidigitação, um desperdício, uma encenação de firulas diante das incertezas sobre os horizontes do amanhã.
O que se pode garantir, de antemão,  é que um intenso sentimento de mudança permeia a comunidade política, a denotar o esgotamento de velhos costumes e perfis antiquados, particularmente aqueles inclinados a defender os padrões de nossa democracia representativa.
Por consequência, o desejo de alterar as regras do jogo político aponta para perfis vestidos com o terno do “novo”, que aqui ganha aspas pela dubiedade inerente ao conceito que o termo apresenta no dicionário da política.
Afinal, o que significa “novo”? Há o “novo” que transita exclusivamente na faixa etária, sem se identificar com mudanças ou reformas na política; e há o “novo”, cuja estampa combina estética e semântica, de modo a compatibilizar a jovialidade do perfil com padrões éticos e morais, modelos avançados de gestão, espírito cívico e efetiva vontade de servir à sociedade e não de se servir da política. Esse é o tipo buscado pelo eleitor.
Podemos, até, identificar personagens que se aproximem dessa modelagem, como João Dória, o prefeito de São Paulo, cujo discurso centrado na gestão de resultados empolgou o eleitorado. Mas é praticamente impossível designar A, B ou C como estilos integralmente identificados como “novos”, eis que a viabilidade político-eleitoral é fruto das obsoletas práticas: acordos partidários, cooptação de apoio por via de recompensas, repartição do bolo do poder entre aliados etc.
VALORES EM TORNO DO NOVO
Vista a dificuldade de se acreditar que um ator político no Brasil possa encarnar o conceito de novidade, se os entes partidários continuam pasteurizados, sem ideologia ou doutrina, que arquitetura poderia abrigar os mais assépticos? Tentemos alinhar os elementos dessa edificação, a começar pela imagem do novo, figura não comprometida com a velha política, espírito arejado, porém não aventureiro.
A seguir, emergem os quadros que expressam autoridade. A desorganização institucional, a violência desmesurada, a deterioração de valores, a falta de cumprimento de leis provocam indignação.
Os cidadãos exigem ordenamento, disciplina, atendimento aos direitos fundamentais. Tais demandas convergem para figurantes com autoridade, alguém que simbolize a figura do pai protetor da família.
A experiência bem-sucedida de vida é também importante. Nesse caso, trata-se de um contraponto ao improviso, ao imprevisível e ao inusitado. O estilo vitorioso do empreendedor parece apropriado ao momento. Equilíbrio e bom senso são valores que transmitem segurança. Pessoas destemperadas, que ameaçam virar a mesa, diminuem seus cacifes. Amedrontam.
O despojamento, ou seja, a bondade e a simplicidade, com desapego às coisas materiais, serão bem vistas. A organização e o controle mostram atenção com os orçamentos, gastos sob a régua das prioridades. A jovialidade será um ponto a mais, pela perspectiva do personagem se mostrar arrojado. A coragem de fazer coisas que pareciam impossíveis: é isso que se exige.
Os novos desafios estão a exigir posturas fortes, determinadas, capazes de vencer as intempéries. Preguiçosos não terão vez.
Quem caberia bem nessa vestimenta para 2018? É difícil enxergar qualquer um dos eventuais postulantes com a vestimenta. Lula? Representa o populismo. É um palanqueiro eficiente,  sem dúvida, mas alquebrado pela tempestade que se abateu sobre o PT; que, mais adiante, poderá inviabilizá-lo.
O brilho carismático que ainda o envolve deverá ser ofuscado pela devastação que tomou conta do país. O legado do primeiro mandato de Lula será esmaecido pela derrocada do dilmismo.
Jair Bolsonaro, o militar de extrema direita, encarnaria o novo?
Jamais. Trata-se da imagem mais definida do conservadorismo e dos anos de chumbo do arbítrio. A bandeira da cacetada só entusiasma plateias especificas. Aécio Neves?
O senador é a extensão da mineirice, sinônimo de raposismo na política. Pode ter uma cara mais jovial, mas que ideias avançadas colam em sua imagem? Geraldo Alckmin? Da mesma forma, não significaria novidade. Poderia arrastar para si a boa avaliação de seu governo. Marina Silva? Identifica-se com compromissos éticos e morais, sem dúvida, mas exibiria um déficit de autoridade.
A ECONOMIA PUXARÁ O TREM
Quaisquer   que sejam os postulantes de 2018, cada um deverá se apresentar “plastificado”, redesenhado com a tintura do momento. Vale lembrar que o caminho do “novo”, seja o legítimo ou o renovado, deverá ser pavimentado com a argamassa da economia. Expliquemos.
Os indivíduos tendem a decidir de acordo com seus instintos. Dois deles têm muita ligação com a política: os instintos combativo e nutritivo.  O primeiro se relaciona à luta do dia a dia. A luta pelo emprego, pelo bem-estar. O segundo diz respeito ao estômago.
Acesso ao consumo. Comida na geladeira. Donde tiro minha equação: BO+BA+CO+CA= Bolso cheio, Barriga satisfeita, Coração agradecido, Cabeça disposta a votar em quem proporcionou a melhoria. Os dois instintos dependem, portanto, da economia. Portanto, a locomotiva econômica é quem puxará os carros do trem e seus passageiros.   
O perfil mais forte para enfrentar o futuro será aquele que melhor se identificar com os dois impulsos humanos. Há um oceano a passar por baixo da ponte até outubro de 2018.  Em suma, apesar de o “novo” ter a qualidade do imã – atrair o interesse das massas – o velho identificado com melhoria de vida do povo também tem vez. Na política, tudo é possível. Ainda mais nesses tempos em que os “novos” envelhecem cada vez mais cedo.

(*) Gaudêncio Torquato é jornalista, professor titular da USP, consultor político e de comunicação Twitter @gaudtorquato

INDICADORES DO BLOG

BOVESPA
A bolsa paulista fechou com seu principal índice em queda na quinta-feira (23), em movimento de ajuste e com as ações da Natura liderando a ponta negativa, após divulgação do resultado do quarto trimestre. O Ibovespa caiu 1,64%, a 67.461pontos. Perto do fechamento, a Natura tinha queda de 6,28%. A empresa apurou lucro líquido consolidado de R$ 201,8 milhões no quarto trimestre, 38,8% maior ante igual período de 2015, enquanto a receita caiu 1,6% na mesma base, para R$ 2,29 bilhões. Já as preferenciais da Vale recuavam mais de 4%. A Vale reportou lucro líquido de R$ 1,573 bilhão nos últimos três meses de 2016 e informou a aprovação da proposta de pagamento de remuneração aos acionistas no valor bruto de R$ 4,67 bilhões, em 28 de abril. 

COMMODITIES
UNIDADE
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Petróleo (Brent)
Barril
US$ 55,510
US$ 55,530
+1,22%
Ouro
Onça troy
US$ 1249,220
US$ 1249,380
+0,02%
Prata
Onça troy
US$ 18,193
US$ 18,198
+0,05%
Platina
Onça troy
US$ 1007,750
US$ 1012,750
+0,22%
Paládio
Onça troy
US$ 772,750
US$ 777,750
+0,06%

CÂMBIO
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Dólar com.
3,0545
3,0565
-0,46%
Dólar tur.
3,0400
3,2300
-0,31%
Euro
3,2407
3,2422
+0,06%
Libra
3,8390
3,8415
+0,59%
Pesos arg.
0,1974
0,1976
+0,31%

INDICADORES
VALOR
ATUALIZAÇÃO
Salário Mínimo
R$ 937,00
2017
Global 40
+112,32%
23.Fev.2017
TR
+0,02%
23.Fev.2017
CDI
+12,88%
23.Fev.2017
SELIC
+12,25%
23.fev.2017

INFLAÇÃO
ÍNDICE
MÊS
VALOR
IPCA
Jan.17
+0,38%
IPC-Fipe
Jan.17
+0,32%
IGP-M
Fev.17
+0,08%
INPC
Jan.17
+0,42%