Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

terça-feira, 27 de junho de 2017

CITAÇÃO DO DIA

“A vida é assim. O aprendizado é na prática. E a regra é simples: se não posso mudar os fatos, então deixo que os fatos me modifiquem. Quero o crescimento possível, a travessia que me é proposta. Porque ficar parado e lamentando a vida que não quero, é um jeito estranho de abandonar a vida que tanto desejo.”  (PADRE FÁBIO DE MELO)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

TOTAL DE PASSAGEIROS EM VOOS ENTRE BRASIL E EUA CAI PELO 2º ANO SEGUIDO, MOSTRA ANAC
As viagens para os EUA, principal destino de brasileiros no exterior, estão em queda pelo segundo ano consecutivo, mostram dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aos quais o G1 teve acesso. O número de passageiros transportados entre os dois países, no acumulado de janeiro a abril de 2017, foi 14,6% menor que o registrado em igual período do ano passado. Entre 2016 e 2015, na mesma comparação, a queda já havia sido de 11,07%. 

A redução se deu apesar da recuperação da demanda por voos internacionais entre as empresas aéreas brasileiras e da desvalorização do dólar, que faz com que as viagens para os EUA fiquem mais baratas. Segundo a Anac, a alta na demanda por voos internacionais foi de 17,1% somente em abril de 2017 – sétimo mês seguido de crescimento nesse indicador. Já o dólar, que no ano passado já havia acumulado desvalorização de 17,69%, começou janeiro de 2017 cotado a R$ 3,24 e terminou o mês de abril valendo R$ 3,17. Além dos EUA, também houve queda no número de passageiros transportados entre o Brasil e países como Portugal, França e Reino Unido, na comparação entre 2015 e 2016. Já Argentina, Chile e Espanha, entre outros, registraram aumento no período (veja quadro abaixo)

OFERTA TAMBÉM CAIU
Com menos passageiros dispostos a viajar, a oferta de voos entre Brasil e EUA também vem caindo pelo segundo ano seguindo, mostram os dados da Anac. Na semana do dia 31 de maio de 2015, empresas nacionais e estrangeiras ofereciam 284 voos semanais entre os dois países. Em 2016, na mesma época, eram 210 e, na semana de 31 de maio de 2017, eram 196 voos semanais. Nesses dois anos, a queda acumulada na oferta é de 31%. O G1 procurou a Latam e a Delta, duas das empresas que oferecem voos entre Brasil e EUA, para saber por que o número de passageiros voando nesta rota vem caindo. A Delta não quis comentar o assunto. A Latam informou que reduziu a oferta de voos, tanto no mercado nacional quanto no internacional, para "enfrentar o contexto macroeconômico brasileiro desafiador, altamente complexo e volátil, com impactos profundos no setor aéreo, como a alta de custos e a retração de demanda". "Nos primeiros três meses deste ano, a oferta de voos entre o Brasil e os EUA foi 26% menor que no mesmo período do ano passado", disse a Latam. O presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav), Edmar Bull, diz que os números do setor indicam uma retomada, a partir de maio, do interesse dos brasileiros pelas viagens aos EUA. "Os brasileiros estão voltando a viajar para os EUA", disse Bull. Segundo ele, os turistas ainda têm cautela, devido à instabilidade provocada pela nova crise política e o risco de nova disparada do dólar. Apesar disso, diz o presidente da Abav, os brasileiros estão mais dispostos a viajar.

CIENTISTAS TESTAM EM HUMANOS VACINA QUE PODE REDUZIR TAXAS DE COLESTEROL
Uma vacina que poderia reduzir o colesterol e que ajudaria a prevenir ataques cardíacos está sendo testada em voluntários após estudos satisfatórios em camundongos, segundo um artigo publicado na última edição da revista científica European Heart Journal. Os testes clínicos estão a cargo de pesquisadores da Universidade Médica de Viena e, se houver êxito, a vacina contribuiria para reduzir os depósitos de gordura que bloqueiam as artérias. Isso evitaria que os pacientes tenham que tomar todos os dias remédios para ajudar a reduzir o risco de ataques cardíacos. Entretanto, é possível que sejam necessários anos de testes para saber se o tratamento será seguro e efetivo, segundo indicou na publicação o médico Guenther Staffler e seus colegas da Organização Holandesa para Pesquisa Científica Aplicada. Estes especialistas apontam que, ainda que a vacina fique disponível - possivelmente dentro de seis anos -, não deverá ser considerada uma desculpa para deixar de fazer exercício físico ou para consumir alimentos com alto teor de gordura. A vacina ajuda o sistema imunológico do organismo a atacar uma proteína, denominada PCSK9, que é a que permite que o chamado colesterol mau (LDL) se acumule no sangue. Segundo os especialistas, nos camundongos o tratamento reduziu o colesterol LDL em cerca de 50% em um período de 12 meses e parece proteger contra o acúmulo de gordura nas artérias.

NOVA TECNOLOGIA PERMITE CARREGAR O CELULAR COM A URINA
“Transforme seu xixi em algo útil", diziam os cartazes do banheiro especial instalado neste final de semana no Festival de Glastonbury, o principal evento do calendário europeu de shows de música ao vivo. Nesse banheiro adaptado, os litros de cerveja vendidos aos 100 mil participantes do festival britânico viraram fonte de energia, graças a um projeto do Laboratório de Robótica de Bristol. O chamado Pee Power funciona com uso de células de combustível revestidas de micro-organismos "comedores de dejetos", que processam a urina e, como consequência, acabam gerando eletricidade capaz de carregar - por enquanto, lentamente - a bateria de um smartphone. Isso ao mesmo tempo em que produzem água limpa e fertilizante a partir das susbtâncias da urina. De acordo com os cientistas de Bristol, o processo atual gera 40 miliwatts de energia com dois litros de urina, um salto considerável em relação aos 2,5 mW do protótipo apresentado em 2013. Mas ainda bem aquém de um carregador de celular típico, que tem capacidade de 5 watts. "Nossa proposta é usar a urina, um dejeto, para gerar eletricidade. Não estamos dependendo da natureza errática do vento ou do sol: se existe um produto cujo oferta é sem fim, esse produto é a urina", diz Ioannis Ieropoulos, cientista que coordena o projeto. Ieropoulos explica que as células microbiais atualmente geram energia suficiente para permitir o envio de mensagens de SMS, o uso de internet e o que definiu como um "curta" ligação. "Precisamos refinar o processo para sermos capazes de carregar completamente uma bateria". Segundo os cientistas, a eletricidade é um suproduto do ciclo de vida desses micróbios, o que basicamente implica que mais urina gerará mais eletricidade. Ieropoulos e sua equipe veem a utilização prática da tecnologia tanto em um futuro de conforto doméstico quanto para solucionar problemas em áreas mais carentes, como campos de refugiados, por exemplo, em que a geração de energia é um dos mais graves problemas. "As bactérias adoram se alimentar dos dejetos, é o prato favorito delas", brinca Ieropoulos. "Usar um dejeto como fonte de energia elétrica é o que há de mais ecológico". O projeto foi selecionado pela Fundação de Bill e Melinda Gates como uma das propostas que podem ampliar o acesso a saneamento básico, cuja escassez afeta 2,5 bilhões de pessoas no mundo. 

VOCÊ SABIA?

VOCÊ SABIA? CAFÉ PODE AJUDAR A ALIVIAR O ESTRESSE 

Cada vez mais pessoas sofrem de estresse, seja no trabalho, no trânsito ou na vida pessoal – e muitas não procuram formas de lidar com os fatores que o desencadeiam. Para quem se identifica com a situação, há um vislumbre de esperança vindo da Alemanha, onde pesquisadores descobriram que muitas pessoas bebem mais café em períodos de estresse — uma espécie de automedicação contra os sintomas. Quem está em permanente confronto com os colegas ou assume um prazo apertado atrás do outro com o chefe pode estar sob estresse constante. E isso tem consequências. "O estresse crônico faz com que a pessoa fique deprimida, ansiosa, incapacitada de tomar decisões e sem conseguir pensar direito. Esses são os principais efeitos, tanto nos seres humanos, como nos animais", explica Christa E. Müller, professora do Instituto de Farmácia da Universidade de Bonn. Estimulante popular, o café não deixa apenas a pessoa mais acordada e fortalece a memória. A cafeína, provavelmente, também reduz os efeitos do estresse. O composto químico bloqueia um mecanismo no cérebro que desencadeia diversos sintomas do estresse no corpo. Se o mecanismo é interrompido, os sintomas desaparecem, como demonstraram pesquisadores em testes com camundongos. "Os ratos voltaram a ser completamente normais, não tinham mais sintomas de estresse. A capacidade da mente deles melhorou drasticamente. Eles estavam menos ansiosos e não mais deprimidos. Pensamos que o mesmo pode acontecer com humanos, há evidências de que a cafeína atua como antidepressivo e que melhora a habilidade intelectual", diz Müller, que já examinou o assunto junto com um grupo de pesquisa internacional.
CORRIDA AO RECEPTOR
Os cientistas têm feito grandes progressos na investigação sobre o tema. Eles procuram entender o que acontece no organismo que desencadeia os sintomas do estresse, um processo bioquímico altamente complicado no cérebro. A adenosina, substância causadora de estresse, encaixa-se em uma ligação das células cerebrais, e os sintomas de tensão surgem. A cafeína, porém, bloqueia essa substância, afastando os sintomas. É como se ela ganhasse a "corrida". "É possível que o receptor não se ligue à adenosina, mas sim à cafeína. Podemos ver que essas ligações têm posições muito semelhantes, é como se, quando a cafeína se conecta ao receptor, a adenosina não consegue mais fazer a ligação. Ou seja, os sinais de estresses são interrompidos no princípio", diz Dominik Thimm, também do Instituto de Farmácia da Universidade de Bonn. No entanto, cafeína em doses elevadas gera efeitos colaterais indesejáveis: mantém a pessoa acordada, provoca incontinência urinária e pode levar à hipertensão. Por isso, os cientistas procuraram substâncias que protejam o organismo do estresse do mesmo modo, mas sem esses efeitos colaterais. "A cafeína é uma substância com eficácia relativamente fraca e não é seletiva, ou seja, ela provoca alguns efeitos colaterais. Assim, pensamos em produzir uma substância muito mais forte. Conseguimos introduzir na cafeína um resíduo gorduroso que tornou a molécula mil vezes mais potente. Esse resíduo se encaixa perfeitamente na bolsa de ligação do receptor, que tem exatamente o mesmo tamanho e forma. Por isso, esse composto se liga particularmente bem e com força a esse receptor", explica Müller. Se a nova substância para tratar o estresse também funciona em seres humanos, apenas os estudos clínicos com pacientes poderão mostrar. Até lá, é preciso se contentar com o efeito redutor de estresse da cafeína.

BIOGRAFIA DE CELEBRIDADES

BIOGRAFIA DE FIDEL CASTRO
Fidel Castro (1926-2016) ex-presidente cubano, foi o líder da Revolução Cubana. Governou Cuba durante 49 anos. No dia 24 de fevereiro de 2008, doente, passou as funções de Comandante Supremo das Forças Armadas, de Secretário-geral do Partido Comunista e de Presidente do Conselho de Estado, ao seu irmão Raul Castro. Fidel Alexandro Castro Ruz (1926-2016) nasceu em Birán, um pequeno povoado na província de Holguín, em Cuba, no dia 13 de agosto de 1926. Filho de imigrantes espanhóis e proprietários rurais, Ángelo Castro Argiz e Lina Ruiz Gonzáliz estudou em Santiago de Cuba e em Havana. Em 1944 recebe o prêmio de melhor atleta estudantil. Em 1945 ingressou no curso de Direito da Universidade de Havana. Foi dirigente da (Federação de Estudantes Universitários). Em 1948, casa-se com Milá Diaz-Balart, juntos tiveram um filho. Em 1949, gradua-se em Direito. De sua relação com Naty Revuelta, nasce Alina, que vive exilada nos Estados Unidos. Em 1954 Fidel divorcia-se de Milá. Com sua segunda esposa Dalia, tiveram cinco filhos. Depois de formado defende gratuitamente camponeses, operários e prisioneiros políticos. Ingressa na Juventude do Partido Ortodoxo e participa da campanha eleitoral como candidato a deputado, mas em 1952, foi surpreendido pelo golpe de Fulgencio Batista contra o governo de Carlo Pio. Em 1953, comandou um grupo de jovens para atacar o Quartel de Moncada, mas a operação acabou sendo um desastre militar. Submetido a um processo especial, assume sua defesa, mas nesse mesmo ano é preso e condenado a 15 anos de prisão. Anistiado em 1955, se exila no México, onde planeja novo golpe contra o governo de Fulgêncio. Vai aos Estados Unidos em busca de apoio dos emigrantes cubanos. Em novembro de 1956, chefiando um grupo de revolucionários, entre eles Che Guevara, partem do México, a bordo do Iate Granma e chegam em Cuba, na praia de Las Coloradas e se escondem na Sierra Maestra. Fidel Castro lidera o Movimento Nacionalista Revolucionário, foram dois anos de combates. No dia 1 de janeiro de 1959, Fulgêncio Batista foge para a República Dominicana. No dia 2 de janeiro, Fidel Castro entra em Santiago de Cuba, transformando-a em capital provisória do país. No dia 4, instala-se um governo provisório. No dia 8, entra em Havana. No início, sem clara definição ideológica, seu governo recebe ajuda de setores políticos norte-americanos. A medida que toma o rumo socialista, os Estados Unidos decretam bloqueio comercial, e em 1961, rompem as relações diplomáticas. Os graves conflitos de interesse, entre Cuba e Estados Unidos, levaram Fidel a se aproximar da União Soviética, mas com o colapso soviético, o apoio financeiro à ilha foi suspenso. O Partido Comunista Cubano, apesar de ter conseguido sucesso nas áreas de educação, esporte, saúde, pesquisa científica, por outro lado, estatizou as empresas, fechou os meios de comunicação que faziam oposição a seu governo, vários dissidentes foram presos e seus opositores foram mortos. Milhares de pessoas deixaram o país, por não aceitar o radicalismo e a violação dos direitos humanos. Com a saúde fragilizada, no dia 19 de fevereiro de 2008, o jornal do Partido Comunista, O Grama, anunciou que Fidel Castro renunciaria ao cargo de presidente, passando o poder a seu irmão Raul Castro, o que se concretizou em 24 de fevereiro do mesmo ano. Em abril de 2011, Castro renunciou a chefia do Partido Comunista Cubano. Fidel Castro faleceu em Santiago de Cuba, Cuba, no dia 25 de novembro de 2016.

CIRCULA NA INTERNET

SUGESTÃO DO "BLOG DO BORJÃO" PARA ALIVIAR A CRISE NO BRASIL:

IMAGEM DO DIA

Uma beleza de imagem na região Rocky Mountains no Canada.

PIADA DO BLOG

FÉRIAS A VISTA
Fim de semestre e sem muito mais o que fazer a professora decide dar algumas lições de etiqueta para aos alunos. No começo das explicações, ela pediu para que as crianças dissessem regras, que já haviam ouvido de seus pais, sobre como se comportar bem dentro de um restaurante.
- “Não fique brincando com a comida” - disse um dos alunos.
- “Não faça muito barulho” - afirmou outro menino.
- “Lave bem as mãos antes de comer” - disse uma garota.
- “Não fale enquanto estiver com a boca cheia” - gritou outro aluno.
O Alfredinho permanecia calado, e a professora perguntou:
- O que os seus pais dizem antes de você ir a um restaurante, Alfredinho?
- Ele diz: “Filho, peça sempre o mais barato.”

TEXTO DO BLOG

JBS E A GLOBALIZAÇÃO DA JUSTIÇA AMERICANA
por Joaquim Falcão*

Para entender a delação premiada da JBS é necessário compreender o que se passou ou ainda se passa entre a companhia e as autoridades dos Estados Unidos.
Sendo a JBS um grupo global, com cerca de 56 empresas nos Estados Unidos, dificilmente haveria delação premiada aqui sem prévio ou potencial acordo lá, com as autoridades americanas.
O cenário maior a ser considerado é que a globalização econômica tem sido acompanhada por uma globalização judicial. Ou seja, há expansão unilateral das leis e da judicialização americana. Juízes e autoridades passam a ser globais.
Quem confere a eles esse poder é a cooperação internacional entre autoridades e a múltipla legislação: Anti-Corruption Act, Anti-Terrorism Act e tantas outras.
Através desta judicialização, autoridades americanas interferiram na Suíça, via Fifa. Na Argentina, via fundos abutres. No Brasil, via Embraer, que pagou, lá, mais de US$ 200 milhões por corrupção praticada na República Dominicana, em Moçambique e na Arábia Saudita.
Braskem e Odebrecht também concordaram em pagar multas ao governo americano. A Petrobras, seus conselheiros e diretores, deverão fazê-lo no momento adequado.
Para que tal jurisdição ocorra, basta que se tenha conta bancária nos Estados Unidos. A JBS tem. Basta que se tenha empresas nos Estados Unidos. A JBS tem. Basta que se tenha estado presente no mercado de valores mobiliários. A JBS tem estado. Ou apenas ter transacionado em dólar em qualquer país no mundo. A JBS fez isso.
Não é por menos, inclusive, que os irmãos Batista, donos da JBS, escolheram um escritório de advocacia, Baker e Mckenzie, de lá. E, de lá, gerem a negociação aqui no Brasil.
Não é razoável esperar que se desconheça, lá, a corrupção sistêmica daqui, que até as tribos da Amazônia conhecem, como bem ressaltou o ministro do TSE Herman Benjamin. E que se desconheça o amplo envolvimento da JBS.
O ponto crucial é o desejo, necessidade mesmo, de os irmãos Batista pretenderem morar nos Estados Unidos, com visto permanente de residentes. Logo depois da denúncia do procurador-geral da república, Rodrigo Janot, a família embarcou para lá. Antes, familiares, irmãos e sobrinhos, inclusive moradores de Goiânia, já tinham ido.
Deve ter havido, ou estar ainda em andamento, negociação com o governo americano para concretizar essa pretensão. Provavelmente pelas pessoas físicas, os sócios.
No sistema legal dos Estados Unidos, são múltiplas as maneiras de conseguir vistos ou algum tipo de benefício em situações dessa natureza.
A delação premiada precisa ser reconhecida por um juiz, mas pode se manter secreta se as partes concordarem. Dificilmente saberemos. Informações estratégicas.
O DPA, que pode ser traduzido como a Suspensão Condicional do Inquérito, permite multa, confissão, delação e provas contra terceiros. O investigado não é fichado como criminoso e obriga-se a delações futuras e a não reincidir no crime. Não há também publicidade.
Direta ou indiretamente, parece inevitável, o maior grupo empresarial do mundo em proteína animal, através de seus controladores ou de suas empresas, deve estar agora sob controle da expansionista jurisdição americana.
Seria esse o destino dos campeões nacionais? Ao se tornarem campeões globais, transmudam-se em campeões americanos?
Há muito ainda o que revelar. Aqui e lá.

(*) Joaquim Falcão é Professor da FGV Direito Rio. Seus artigos podem ser encontrados em www.joaquimfalcao.com.br

INDICADORES DO BLOG...

BOVESPA
O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores brasileiras, fechou em queda na segunda-feira (26), após sessão amparada pelo cenário externo mais favorável a ativos de risco e tendo as ações do setor siderúrgico e de mineração em destaque de alta, mas ainda em um ambiente de cautela com o cenário político, destaca a Reuters. O índice encerrou em 62.188 pontos, alta de 1,8% no dia. No ano, o índice avança 3,26%. Já no mês, o Ibovespa acumula queda de 2,96%. 

COMMODITIES
UNIDADE
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Petróleo (Brent)
Barril
US$ 43,130
US$ 43,150
-0,12%
Ouro
Onça troy
US$ 1244,060
US$ 1244,190
-0,03%
Prata
Onça troy
US$ 16,576
US$ 16,585
+0,04%
Platina
Onça troy
US$ 916,600
US$ 918,200
+0,02%
Paládio
Onça troy
US$ 867,630
US$ 873,630
+0,01%

CÂMBIO
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Dólar com.
3,3008
3,3015
-1,13%
Dólar tur.
3,1600
3,4300
-1,44%
Euro
3,6844
3,6872
-1,5%
Libra
4,1926
4,1939
-1,36%
Pesos arg.
0,2019
0,2024
-2,13%







INDICADORES
VALOR
ATUALIZAÇÃO
Salário Mínimo
R$ 937,00
2017
Global 40
+112,32%
26.Jun.2017
TR
+0,05%
26.Jun.2017
CDI
+10,14%
26.Jun.2017
SELIC
+10,25%
31.mai.2017

INFLAÇÃO
ÍNDICE
MÊS
VALOR
IPCA
Mai.17
+0,31%
IPC-Fipe
Mai.17
-0,06%
IGP-M
Mai.17
-0,93%
INPC
Mai.17
+0,36%


segunda-feira, 26 de junho de 2017

CITAÇÃO DO DIA

“No passado nós obedecíamos a reis e nos curvávamos perante imperadores. Mas hoje nos ajoelhamos apenas diante da verdade, seguimos tão somente a beleza e obedecemos apenas o amor.”  (KAHLIL GIBRAN)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

ILAN DIZ QUE BC 'QUEBROU A ESPINHA DORSAL' DA INFLAÇÃO
A pronunciada queda da inflação, de 6,29% em 2016 para 3,8% neste ano, abaixo da meta de 4,5% segundo projeções do Banco Central, encorajou o presidente do BC, Ilan Goldfajn, a assegurar: "Quebramos a espinha dorsal da inflação". Ele conversou ontem com o Valor, após a divulgação do relatório trimestral de inflação com as novas projeções para o IPCA. No fim do terceiro trimestre, a inflação deve cair para 2,9% em 12 meses. O BC, porém, avalia que haverá, no último trimestre do ano, recuperação nos preços de alimentos, os grandes responsáveis pela rápida desinflação. Não espera, portanto, que se reproduza, entre outubro e dezembro, os baixos índices registrados em igual período de 2016, quando o IPCA foi de 0,74%. Após cinco semanas da hecatombe produzida pela delação do empresário Joesley Batista, da JBS, no dia 17 de maio, que atingiram duramente a Presidência da República, Ilan avalia que as consequências da crise política podem não ser inflacionárias nem desinflacionárias, mas neutras, levando ao cenário que o Comitê de Política Monetária (Copom) concebia até aquela data. Da Suíça, onde está, Ilan acompanhou a queda dos juros futuros no Brasil após a divulgação do relatório de inflação. Isso significa, disse, que a maioria prevê redução de 1 ponto percentual na Selic, para 9,25% ao ano, na reunião do Copom, dias 25 e 26 de julho, e não mais corte de 0,75 ponto percentual. Ele não conta com a hipótese de a inflação ficar abaixo de 3% neste ano ­ que é o piso do intervalo de tolerância dentro do qual pode variar a taxa de inflação e, quando rompido, obriga o BC a se explicar em carta aberta ao ministro da Fazenda. "Isso não faz parte das nossas projeções", disse. Entre setembro de 2016 e maio deste ano, a inflação ficou 1,68 ponto percentual abaixo das projeções mensais dos relatórios de inflação. "Foi uma surpresa positiva" para todos, inclusive para o mercado, observou.

'PELO BEM DA HUMANIDADE', STEPHEN HAWKING FAZ APELO PARA QUE HOMEM VOLTE À LUA
O cientista e físico britânico Stephen Hawking convocou países a enviarem astronautas à Lua até 2020. Para ele, é preciso também construir uma base lunar nos próximos 30 anos e enviar pessoas a Marte até 2025 - tudo isso pensando "no futuro da humanidade". As previsões de Hawking almejam principalmente reacender programas espaciais globais, forjar novas alianças e dar à humanidade uma nova "sensação de propósito". O cientista está participando do Starmus Festival, que celebra a Ciência e as Artes e está acontecendo em Trondheim, na Noruega. Ele reforçou lá seus desejos de um novo plano de expansão espacial. "Essa expansão para o espaço pode mudar completamente o futuro da humanidade", disse o físico britânico. "Tenho esperanças de que isso uniria países que competem entre si em torno de uma única meta, para enfrentar o desafio comum a todos nós. Um novo e ambicioso programa espacial serviria para engajar os mais novos e estimular o interesse deles em outras áreas, como astrofísica e cosmologia". Questionado sobre se não seria melhor gastar o dinheiro disponível tentando resolver os problemas deste planeta, em vez de investi-lo no espaço, Hawking pontuou que é importante, sim, cuidar das questões urgentes daqui - mas agregou que pensar no espaço é importante para garantir o futuro da humanidade. "Não estou negando a importância de lutar contra o aquecimento global e as mudanças climáticas aqui, ao contrário do que fez Donald Trump, que pode ter tomado a decisão mais séria e errada sobre esse tema que o mundo poderia esperar", disse. (No início do mês, o presidente americano anunciou a saída dos EUA do Acordo de Paris, pacto climático que visa impedir o aumento das temperaturas globais). No entanto, o cientista ressaltou que as viagens espaciais são essenciais para o futuro da humanidade, principalmente porque a Terra está sob ameaça - justamente por conta de problemas como o aquecimento global e a diminuição dos recursos naturais. "Estamos ficando sem espaço aqui e os únicos lugares disponíveis para irmos estão em outros planetas, outros universos. É a hora de explorar outros sistemas solares. Tentar se espalhar por aí talvez seja a única estratégia que pode nos salvar de nós mesmos. Estou convencido de que os seres humanos precisam sair da Terra", afirmou o físico. Chefe da Agência Espacial Europeia, Jan Woerner disse que prevê a construção de uma base na Lua em 2024 e está colaborando com a Rússia para enviar uma sonda e testar um possível local para isso. A China já estipulou uma meta de enviar um astronauta à Lua em breve. Já a Nasa não tem planos de voltar à Lua por enquanto e vem focando seus esforços no plano de enviar astronautas a Marte até 2030. No entanto, se outras agências espaciais começarem a colaborar entre si para a construção de uma base lunar, seria difícil ver a Nasa de fora dessa. Para Hawking, o ponto principal é que não há futuro a longo prazo para nossas espécies na Terra: ele acha que seríamos atingidos por um asteroide novamente ou eventualmente engolidos pelo nosso próprio Sol. Ele ainda reforça que viajar para outros planetas distantes "elevaria a humanidade". "Sempre que demos um novo salto, por exemplo a ida à Lua, unimos os povos e as nações, inauguramos novas descobertas e novas tecnologias", afirmou. "Deixar a Terra exige uma movimentação global, todos devem estar juntos nisso. Precisamos fazer renascer a empolgação dos primórdios das viagens espaciais, na década de 1960". Para ele, a colonização de outros planetas já não é mais tema de ficção científica. "Se a humanidade quiser continuar (a viver) por mais milhões de anos, nosso futuro residirá na ousadia de ir onde ninguém mais ousou ir. Espero que seja para o melhor. Nós não temos outra opção."

ALEMANHA APROVA LEI QUE FACILITA ACESSO A DADOS CRIPTOGRAFADOS DE WHATSAPP E SKYPE
Alemanha aprovou na semana passada uma lei para permitir às autoridades vigiar o conteúdo de mensagens criptografas de WhatsApp e Skype com mais facilidade do que ocorre atualmente. Influenciados pela onda de atentados terroristas na Europa, os deputados votaram uma lei para o "reforço da eficácia dos procedimentos penais". Com ela, a polícia poderá infiltrar programas espiões (cavalos de Troia, por exemplo) em celulares e computadores para acessar os dados de mensagens criptografadas, como os populares WhatsApp e Skype. Antes, o Tribunal Constitucional alemão só autorizava o uso dessas ferramentas em casos de combate ao terrorismo. A lei, que coloca a privacidade de usuários em risco, é significativa já que o país é um expoente na proteção de dados pessoais. Em declaração feita ao jornal "Handelsblatt", Mazière comemorou a aprovação e disse que a lei corrige um atraso tecnológico do Estado em relação a criminosos, que usam programas sofisticados. Os partidos de oposição (a esquerda radical e os Verdes) afirmaram que a ferramenta de vigilância é a mais abrangente que o país já viu e votaram contra a proposta. O debate está em voga em todos os países atingidos por atentados. França e Reino Unido pediram, em 14 de junho, a criação de um sistema de requisições legais para os serviços criptografados, com o objetivo de reforçar o combate ao terrorismo. O WhatsApp, que pertence ao Facebook, e o Skype, da Microsoft, usam a criptografia de dados para garantir a confidencialidade das conversas de seus usuários. Ambos se recusam a se submeter a leis que, em alguns países, obrigam as operadoras de telecomunicações (provedores de internet e operadoras de telefonia móvel e fixa) a fornecer os dados de seus clientes. 

COLÍRIO DO BLOG

“MARI SOUSA” É UM EXUBERANTE COLÍRIO EM DOSADO EM SEIS GOTAS
Geralmente somos impactados pelas mulheres do eixo RJ x SP e afim de descobrir mais beldades dos estados brasileiros, perguntamos aos nossos amigos nordestinos quais as mulheres que fazem mais sucesso na região e a resposta foi unanime: Mari Sousa. Com 29 anos, a fortalezense já foi miss bumbum e mantém a forma com dieta, exercícios físicos e procedimentos estéticos. 







EFEITOS COLATERAIS DO COLÍRIO DO BLOG
Aumento da frequência cardíaca, falta de ar e insônia.

PRECAUÇÕES
O uso prolongado pode causar dependência. Se persistirem os sintomas, consulte um médico. 

CAUSOS DO BLOG

O LOBBY DOS ENFORCADOS


Em 1988, uma comitiva do Ministério da Indústria e Comércio tentava com o governo Saddam Hussein quitar dívidas de US$2 bilhões com empresas brasileiras, entre elas a Mendes Júnior. Ressabiado, o deputado da extinta Arena Israel Pinheiro avisou ao ministro Roberto Cardoso Alves:
- O pessoal do Saddam que saber mais do “contrato dos enforcados”.
Pergunta daqui, pergunta dali, “Robertão” matou a charada: Saddam mandou enforcar funcionários iraquianos subornados por brasileiros. 

SUA CIDADE NO PASSADO

NATAL – RN NO ANO DE 1946
Uma antiga imagem da Praia dos Artistas – Natal - Brasil, altura da Ponta do Morcego, no ano de 1946.

CIRCULA NA INTERNET

ENQUANTO ISSO, NO RIO DE JANEIRO...

IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem do aterro da Praia de Iracema na amada Fortaleza-CE-Brasil.

PIADA DO BLOG

MILAGRE POLÍTICO
Aquele governador candidato à reeleição estava em seu escritório, quando a secretária avisa:
- Governador, tem um eleitor cego aqui fora querendo lhe ver.
E ele responde:
- Aí já é demais! Diz a ele que eu ainda não estou fazendo milagres.

TEXTO DO BLOG

O QUE GRITA DENTRO DE NÓS
por Ivan Martins*

Diante do auditório lotado, o professor de psicanálise fala do inconsciente, usando um exemplo do cotidiano: o rapaz se aproxima da moça, que tem a intenção de fazer-se difícil. Mas, assim que ele começa a falar, ela enrubesce, e, quando tenta responder, gagueja. Talvez o rapaz não perceba, mas a conquista que ele almeja já aconteceu. O comportamento involuntário dela é uma confissão de interesse.
Sentado na terceira fila do auditório, ouvindo a palestra, me ocorre que o amor – aquilo que o professor freudiano chama de desejo – é sempre uma confissão. Uma confissão de insuficiência.
Eu, pessoa inteira e autônoma, confesso que a sua presença me perturba e gratifica. Mesmo temeroso, confesso que desejo que você partilhe o meu corpo, meus sentimentos e minha vida, ainda que isso perturbe a minha estabilidade. Quando você for embora, ou, mesmo ao meu lado, deixar de me olhar com olhos apaixonados, confesso que pensarei em morrer, e que meu luto cobrirá a cidade como chuva gelada. Confesso, por fim, que, tendo amado você, jamais deixarei de amar, ainda que use outras palavras e outros sentimentos para esconder o que sinto.
Vivemos, entretanto, num mundo de pessoas orgulhosamente autônomas. Nossos atos confessam, mas nós relutamos em dizer que sentimos. Homens e mulheres se gabam da sua capacidade inesgotável de estar sozinhos. Nada nos embaraça mais do que nos confessarmos dependentes, e nada embaraça mais o outro do que ouvir essa confissão. Aprendemos que certas coisas não se dizem.
Mas é uma pena que seja assim, porque confissões apaixonadas gritam dentro de nós. A gente olha a pessoa, ou toca os seus cabelos, e um torvelinho de palavras pede passagem – e tem de ser energicamente reprimido. Apenas em meio à paixão do sexo as confissões nos escapam. Dizemos “eu te amo” sufocando de prazer. Na cama há liberdade para dizer tudo e qualquer coisa.
Em pleno controle dos sentidos, temos dificuldade em confessar que amamos até para nós mesmos. As emoções estão lá, mas olhamos para o outro lado. O potencial de sofrimento, afinal, é imenso. A gente sabe que o amor expõe nossas vulnerabilidades. Cedo ou tarde ele cobrará meia libra de carne (nossa carne) pela alegria que nos deu. Sentamos, portanto, sobre a nossa comoção e silenciamos – esperando pelo dia em que sentimento, clareza e coragem nos cheguem juntos.
Enquanto isso, professamos e confessamos apenas amor por nós mesmos. Ao nosso trabalho, nossa casa, nossos lindos animais domésticos. Essas coisas não nos ameaçam nem revelam nossa insuficiência. Elas tampouco nos gratificam com o prazer de amar e dizer isso: de olhos abertos, de todo o coração, com todas as letras.

(*) Ivan Martins é editor-executivo da revista Época, autor do livro Alguém especial e escreve em epoca.com.br